DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Educação >
Programa de Pós-Graduação Multidisciplinar e Multi-institucional em Difusão do Conhecimento (DMMDC) >
Teses de Doutorado (DMMDC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/12974

Title: Hipertexto e hiperleitura: contribuições para uma teoria do hipertexto
Authors: Nonato, Emanuel do Rosário Santos
???metadata.dc.contributor.advisor???: Matta, Alfredo Eurico Rodrigues
Keywords: Hipertexto;Hiperleitura;Grau de hipertextualidade potencial e concreta;Tecnologias da informação e comunicação;Hypertext;Hyperreading;Hyperreader;Potential and concrete hypertext degree;Information and communication technologies
Issue Date: 2013
Abstract: A emergência das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) alçou o hipertexto a um lugar de destaque entre as mídias mediante as quais é construído e difundido o conhecimento e fomentou o debate a cerca da natureza do fenômeno hipertextual, opondo uma percepção do hipertexto como construto dessas tecnologias a um conceito de hipertexto como potencialidade cognitiva humana preexistente às TIC. No centro desse debate está a questão de qual seja o elemento definidor da hipertextualidade: as TIC e os hyperlinks ou o sujeito e a hiperleitura. Partindo desta segunda premissa, esta pesquisa investiga qual seja o papel da hiperleitura no processo de conformação do hipertexto concreto vis-à-vis os elos e nós do hipertexto digital. Com lastro praxiológico-fenomenológico, o objetivo geral do estudo é demonstrar o papel central do hiperleitor no processo de construção do hipertexto concreto e a lateralidade do grau de hipertextualidade potencial para a concretização do percurso hipertextual. Seus objetivos específicos são: 1. demonstrar o papel prevalente da hiperleitura como procedimento de conformação do hipertexto concreto; 2. descrever os diferentes níveis de hipertextualidade potencial a partir dos quais o hipertexto concreto se pode configurar; 3. demonstrar a condição acessória das TIC em relação ao hipertexto concreto. O método proposto é a aferição do grau de hipertextualidade potencial e concreta pelo qual se buscou verificar as três desta pesquisa: H1 – que o hipertexto se constitui prevalentemente pela práxis hiperleitora dos sujeitos; H2 – que a hiperleitura – entendida como processo multilinear e dialógico de construção de sentidos a partir de elos semânticos que ligam fragmentos eidéticos em um todo coeso e coerente denominado hipertexto – é um processo subjetivo facilitado, mas não determinado, pelos hyperlinks; H3 – os elos e nós do hipertexto – hipermidiáticos ou apenas eidéticos – não implicam correspondência de percursos hipertextuais, bem como não condicionam prevalentemente esses percursos, estabelecendo proporções necessárias entre o grau de hipertextualidade potencial e o grau de hipertextualidade concreta. Nove sujeitos de pesquisa – três profissionais da área de Artes, três de Saúde e três graduandos de Letras – produziram (hiper)leituras relativas a três textos tradicionais (grau de hipertextualidade potencial igual a zero) e três hipertextos digitais (grau de hipertextualidade potencial maior que zero). No fenômeno investigado, os sujeitos produziram percursos hipertextuais concretos (grau de hipertextualidade concreta maior que zero) e percursos não hipertextuais (grau de hipertextualidade concreta igual a zero) em ambas as situações, pelo que os resultados permitiram validar as hipóteses indicando que a hiperleitura é o fator constituinte básico do hipertexto concreto.
Description: 325 f.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/12974
Appears in Collections:Teses de Doutorado (DMMDC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Hipertexto e Hiperleitura.pdf2.41 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA