DSpace

RI UFBA >
Instituto de Saúde Coletiva - ISC >
Teses de Doutorado (ISC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/12055

Title: Osteoporose/osteopenia e periodontite em mulheres pós - menopausadas
Authors: Passos, Johelle de Santana
???metadata.dc.contributor.advisor???: Vianna, Maria Isabel Pereira
Keywords: Periodontite;Osteoporose;Osteopenia;Pós – Menopausa
Issue Date: 2011
Publisher: Tese apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, como requesito parcial para obtenção do título de Doutor em Saúde Pública.
Abstract: Estudos epidemiológicos e clínicos têm identificado alguns fatores sistêmicos associados com a doença periodontal, como a deficiência estrogênica resultante da menopausa. A proposta deste estudo foi investigar a associação entre a osteoporose/osteopenia e periodontite em mulheres pósmenopausadas. Os resultados dessa investigação são apresentados em formato de três artigos científicos. O 1º artigo compreendeu uma revisão sistemática combinada a meta-análise de estudos que investigaram a relação entre osteoporose/osteopenia ou seu tratamento na presença de periodontite, obtendo uma medida sumária (OR) de 1,59 (IC95%: 1,33-1,91), estatisticamente significante. Os outros dois artigos fazem parte de uma ampla investigação desenvolvida em mulheres pós-menopausadas, com idade mínima de 50 anos, convidadas nos serviços de diagnóstico de osteoporose em Feira de Santana-Bahia para avaliação e acompanhamento periodontal na Clínica de Extensão em Periodontia da Universidade Estadual de Feira de Santana. A osteoporose/osteopenia foi determinada a partir dos laudos densitométricos, seguindo os critérios definidos pela Organizaçao Mundial de Saúde, bem como o uso de medicações para osteoporose foi registrado. A definição de periodontite adotada seguiu os critérios da Academia Americana de Periodontia. No 2º artigo, através de corte transversal, são apresentados os resultados descritivos da condição bucal de 492 mulheres pós-menopausadas, segundo o uso de medicação para osteoporose, bem como razões de prevalência (RP) da associação entre uso de medicação para osteoporose e periodontite. Os achados mostraram que o grupo de usuárias da medicação apresentou melhor condição bucal do que o grupo de não usuárias. A RP ajustada para hábito de fumar, idade, renda familiar e última visita ao dentista, evidenciou que a ocorrência de periodontite foi quase 44% menor no grupo de usuárias (RPajustada=0,56; IC95%: 0,31-0,99; p=0,05). No 3º artigo, estudo caso-controle (94 casos de periodontite e 427 controles), através de regressão logística não condicional, observou-se que as mulheres com osteoporose/osteopenia tiveram uma chance em dobro de apresentar periodontite em relação aquelas sem osteoporose/osteopenia, mesmo após ajustar por hábito de fumar, idade, renda familiar e última visita ao dentista (ORajustada=2,24; IC 95%: 1,24 – 4,06; p=0,01). Quando da análise exploratória de subgrupo para uso de medicação para osteoporose e perda dentária, evidenciou-se que entre aquelas não usuárias de medicação para osteoporose (ORajustada=2,51; IC 95%: 1,33-4,73; p=0,004) e com pelo menos dez dentes remanescentes (ORajustada=2,50; IC 95%: 1,18-5,27; p=0,016), a medida de associação elevou-se, mantendo a significância estatística. Esses achados sugerem que a osteoporose/osteopenia pode contribuir para a presença de periodontite no grupo estudado, sendo que não usar medicações para seu tratamento e a perda dentária parecem ter um efeito nesta associação. No entanto, estudos adicionais prospectivos são necessários para confirmação dessas hipóteses.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/12055
Appears in Collections:Teses de Doutorado (ISC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE Johelle Passos. 2011.pdf5.48 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA