DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Arquitetura >
Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo (PPGAU) >
Dissertações de Mestrado (PPGAU) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/11940

Title: Redesenho da cidade através da arquitetura formas modernas em Londrina/PR
Authors: Mendonça, Dafne Marques
???metadata.dc.contributor.advisor???: Gomes, Marco Aurélio Andrade de Filgueiras
Keywords: Arquitetura moderno;Movimento moderno;Patrimônio;Londrina (PR)
Issue Date: 14-Jun-2013
Abstract: Na primeira metade do séculoXX, os produtos de arquiteturas modernas esbarram muitas vezes nas definições espaciais e formais já estabelecidas nas cidades existentes, onde legislação, divisão cadastral e aspectos culturais influenciam na possibilidade de propor inovações e de distanciamento da forma convencional de pensar arquitetura e cidade.Esta questão se coloca como pano de fundo para a pesquisa,onde a cidade de Londrina/ PR apresenta-se como objeto de estudo.Para isto,arquiteturas modernas são classificadas e diferenciados os aspectos de modernidade presentes no cenário urbano brasileiro através de alguns exemplares. Estas arquiteturas modernas podem ser ilustradas através da polarização de dois modelos: o Art déco, como o título empregado para agrupar uma série de manifestações de estética moderna, mas ainda presos a relações convencionais de implantação na cidade existente e a arquitetura modernista, que visa o rompimento. As intenções desta última extrapolam apenas o desejo de reconfigurar a forma arquitetônica. O real interesse é reproporacidade em seus aspectos considerados retrógrados e herdados de períodos anteriores.Isto pode ser confirmado quando são observados os discursos dos primeiros Congressos Internacionais de Arquitetura Moderna que criticam a “ruacorredor” e a arquitetura ditada pela forma e não como resultante da funcionalidade de uma planta. Se a busca pela inovação é a principal intenção da arquitetura modernista, este intento se viabiliza de modo mais pleno em áreas de expansão, ou seja, distantes da cidade existente, e em grandes programas como habitações coletivas, complexos esportivos, campus universitário, clubes, centros cívicos etc. O caso de Londrina se torna paradigmático do cenário arquitetônico difuso de modernidades arquitetônicas e urbanísticasemcursonoperíodo.Porsercidadenova,localizadanointeriordoNortedo estadodoParanáefundadaem1929,portanto,frutodoséculoXX,poderiaserconsiderada localpropícioparaoflorescimentodepropostasinovadorasmas,assimcomonoscentros consolidados das demais cidades, a divisão cadastral, a legislação e aspectos culturais já induzem uma forma de implantação e relação dos edifícios com a cidade. A legislação local será um grande incentivo no processo de renovação e ao mesmo tempo uma aliada para a permanência do status quo existente.EmLondrina,assimcomoemoutraslocalidades,os princípiosqueregemoMovimentoModerno,taiscomo:aplantacomogeradoradaforma, oscincopontosdnovaarquiteturapropostosporLeCorbusier,averticalização,atentativa detornarostérreosespaçosdeusocoletivoeadisposiçãoassimétricadosedifíciossobum fundoneutro,sãoreinterpretadosereinventadosparaconseguiremsematerializar,dadas as limitações. O entendimento presente na pesquisa, ao considerar a arquitetura do MovimentoModernocomotransformaçãodoespaçourbano,potencializaasintençõesdo discurso modernista e permite estabelecer novos parâmetros para a preservação e discussão acerca deste patrimônio. Como resultado, a pesquisa também valoriza a apresenta exemplares londrinenses sob a ótica de que estes incorporam intenções presentes em arquiteturas modernistas nacionais e internacionais do período.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/11940
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGAU)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
dissertacao MENDONCA.DM_2012.pdf24.15 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA