DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FFCH) >
Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais (PPGCS) >
Dissertações de Mestrado (PPGCS) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/11015

Title: A constituição subjetiva do envelhecimento: representações de trabalhadores de uma indústria petroquímica sobre a aposentadoria.
Authors: Santos, Vanda Martins dos
???metadata.dc.contributor.advisor???: Motta, Alda Britto da
Keywords: Aposentadoria;Corpo;Envelhecimento;Trabalho;Gênero;Body;Retirement;Gender;Job;Aging
Issue Date: 2009
Publisher: Programa de Pós- Graduação em Ciências Sociais da UFBA
Abstract: O processo de preparação para aposentadoria pode estar vinculado à perda do lugar social atribuído ao sujeito, categorizado pela sociedade contemporânea como sujeito jovem, saudável e produtivo. O presente estudo teve por objetivo a problematização da velhice a partir da identificação do corpo físico enquanto mediador das relações sociais no mundo do trabalho e depositário dos conteúdos subjetivos do indivíduo que está envelhecendo. Neste aspecto, considera-se que as dimensões psicossociais do processo subjetivo do envelhecer envolvem as percepções sobre o corpo e participam da construção da identidade do sujeito. Para tanto, foram analisadas as percepções sobre a velhice de um grupo de homens e mulheres que trabalham em uma organização petroquímica e participaram do programa de preparação para a aposentadoria oferecida por essa empresa. O método de investigação envolveu a análise qualitativa de conteúdo descritivo, e utilizou entrevista semidirigida envolvendo questões relacionadas aos temas aposentadoria, trabalho, envelhecimento e corpo. Fizeram parte deste estudo 20 trabalhadores, dos quais 13 mulheres, na faixa etária entre 49 e 55 anos com formação escolar diversificada. Para processar os dados coletados foram transcritas as anotações das falas dos trabalhadores e trabalhadoras e elaborados quatro agrupamentos norteadores, definidos os indicadores e analisado o seu conteúdo. Os principais resultados indicam uma possível relação da aposentadoria com o corpo que está envelhecido. O corpo que não serve mais para o trabalho é aposentado. Do mesmo modo, identifica-se o estranhamento do trabalhador em relação ao corpo do não-trabalho, pois ele não sabe o que fazer quando este lhe é devolvido. Este estudo aponta para descompasso entre a ideologia de juventude que sedimenta as bases da sociedade contemporânea e o prolongamento da vida, que é perpretado pelo desenvolvimento tecnológico.
Description: 155f.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/11015
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGCS)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertacao Vanda Santosseg.pdf1.22 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA