DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Educação >
Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) >
Teses de Doutorado (PPGE) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/10988

Title: A infância e a escola: devaneios poéticos de crianças sendo
Authors: Oliveira, Tereza Cristina de
???metadata.dc.contributor.advisor???: Galeffi, Dante Augusto
Keywords: Crianças;Infância;Escola;Infancialidade;Polilógica of educating;Polilógica do educar;Children;Childhood;Puerility;School
Issue Date: 2006
Abstract: Este trabalho de pesquisa não centra o olhar nem na infância, nem na escola, mas no entrecruzamento desses dois acontecimentos da modernidade. Compreender como as crianças, entre seis e doze anos, residentes na região metropolitana de Salvador-Ba percebem a presença da escola em suas infâncias foi sua preocupação central. Residiu em compreender as construções ou reconstruções das crianças sobre a escola e suas formas de agenciamento nas suas infâncias. Como questões provocadoras da investigação destaco: Até que ponto as experiências vividas pelas crianças na escola mediam o discurso elaborado por elas sobre suas infâncias? Como as crianças percebem a si mesmas e as suas infâncias? Quais são as imagens elaboradas, a partir das crianças, que contextualizam suas localizações no mundo da escola? Como as crianças percebem a interpelação dos adultos nestas experiências e como negociam nesse jogo? Que saída as crianças apontam para uma relação com os adultos que as levem a uma alteridade? Os objetivos foram: conhecer a dimensão da mediação das experiências com a escola nos discursos elaborados pelas crianças sobre o ser-criança e suas infâncias; identificar e analisar as imagens construídas pelas crianças que contextualizam suas localizações no mundo das infâncias; conhecer a percepção das crianças, nesses espaços, sobre a forma como são interpeladas pelos adultos nas suas infâncias. Para a metodologia, assumi a abordagem qualitativa proposta pela fenomenologia –hermenêutica. No interior dessa abordagem, trouxe, para a condução desta investigação, o caminho de uma filosofia polilógica na construção do conhecimento proposta por Galeffi(2003).Utilizei entrevistas coletivas e individuais e cadernos de anotação para as crianças. Os resultados do esforço, ao trilhar estes caminhos nos levam a algumas conclusões: a escola é reconhecida, pelas crianças, como importante para transformá-las em um futuro adulto preparado para habitar a sociedade; entretanto, deixa claro que a execução do projeto educativo da escola para a infância não ocorre de forma harmoniosa, tranqüila, a infância não se configura de forma única, ao contrário, é socialmente desigual, perversamente diversa as crianças sabem que precisam de cuidados e dependam dos adultos, mas questionam a forma como são consideradas, denunciam o silêncio a que são submetidas; lutam, ainda que silenciosamente, para viverem uma infância em uma temporalidade própria; as infâncias sendo são fugas para espaços em branco, para o meio a meio, uma tentativa de realizarem-se como crianças, uma existencialidade reivindicada, a infancialidade.
Description: 271 f.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/10988
Appears in Collections:Teses de Doutorado (PPGE)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese Tereza de Oliveira.pdf1.8 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA