DSpace

RI UFBA >
Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos - IHAC >
Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade (Poscultura) >
Dissertações de Mestrado (Poscultura) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/10595

Title: A fotografia contemporânea no Brasil: uma leitura da identidade étnico-racial brasileira em Eustáquio Neves
Authors: Sant'Anna, Caroline Vieira
???metadata.dc.contributor.advisor???: Souza, Florentina da Silva
Keywords: Identidade;Etnicidade;Fotografia;Ethnics;Photography;Identity
Issue Date: 2007
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade da UFBA
Abstract: O presente trabalho apresenta uma leitura das séries fotográficas Máscaras de Punição (2003), Boa Aparência (2005) e Arturos (1994), do fotógrafo mineiro Eustáquio Neves, cuja obra se expressa dentro do conceito contemporâneo de Fotografia Expandida para tratar do tema da identidade étnico-racial e cultural do negro no Brasil, numa relação direta com o seu passado escravista. Como ponto de partida, configuramos a expansão fotográfica brasileira, tomando como marco a década de 60, momento de efervescência cultural e política no país, até o início da década de 2000, época em que a fotografia mostra a explícita interferência da tecnologia digital e de outras mídias e meios artísticos, delineando-se como uma imagem pósfotográfica. No percurso traçado por este breve panorama, buscamos apresentar nomes e imagens de fotógrafos que se inscrevem nas vertentes da nova fotografia documental e da fotografia expandida, cujas representações fotográficas dialogam com a temática acima referida, aqui articulada com as novas discussões sobre etnias e identidades. O contra-discurso de Eustáquio Neves, situado dentro desse panorama, problematiza questões étnico-raciais e culturais, tais como a discriminação racial, a esterotipização e o preconceito que selaram, desde a escravidão, as relações raciais no Brasil, além de reafirmar a herança negra, ressaltando sua tradição e religiosidade a partir de um fazer fotográfico construído dentro do laboratório. Seu trabalho, sintonizado com os movimentos visuais contemporâneos interrompe um sistema que ainda representa o negro nos lugares sociais definidos e préestabelecidos, produzindo em contrapartida um discurso de resistência, a partir de um lugar de fala marcado pela sua ascendência negra.
Description: 152f.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/10595
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (Poscultura)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
dissertacao Caroline Sant'anna.pdf4.75 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA