DSpace

RI UFBA >
Instituto de Saúde Coletiva - ISC >
Dissertações de Mestrado Acadêmico (ISC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/10411

Title: O cuidado a saúde mental em rede em um distritrito sanitário de Salvador-Ba: discussões e desafios para a integração de serviços
Authors: Azevêdo, Manuela Spínola
???metadata.dc.contributor.advisor???: Nunes, Mônica de Oliveira
Keywords: Saúde mental;Integração de serviços de saúde;Práticas em saúde mental;Mental health;Integrated care;Practice in mental health;Saude publica
Issue Date: 2010
Publisher: Programa de pós-graduação em saúde coletiva
Abstract: No Brasil, os CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) são considerados equipamentos estratégicos para efetivar a reforma psiquiátrica, visto que são responsáveis pela assistência e principais articuladores da rede de cuidados em saúde mental. Esta dissertação teve como objetivo principal identificar estratégias de integração entre os serviços de saúde que visam assegurar que o cuidado à saúde mental seja efetuado em rede. Seus objetivos secundários foram: identificar estratégias de integração entre os serviços de saúde propostas pelo CAPS (entendido como dispositivo ordenador da rede) que visam assegurar que o cuidado à saúde mental seja efetuado em rede; entender como outros serviços de saúde concebem o cuidado em rede para a assistência à saúde mental em um território e como organizam e desenvolvem práticas nessa direção; descrever o modelo utilizado na regulação do fluxo de usuários de saúde mental para garantir a assistência do ponto de vista dos diversos profissionais e serviços que compõem esta rede; investigar se existem mecanismos construídos em conjunto, CAPS e demais serviços de saúde, para a efetivação do cuidado em rede e descrevê-los; e analisar se os CAPS têm cumprido o seu papel de regulador da porta de entrada em saúde mental no seu território. A fim de atingir estes objetivos, foi realizado um estudo de caso único da rede de saúde mental em um distrito sanitário com a adoção de estratégias metodológicas qualitativas, tais como, observação direta nos serviços especializados de saúde mental, entrevistas semiestruturadas com coordenadores de tais serviços e coordenador do distrito sanitário, grupos focais com profissionais, bem como coleta de dados em prontuários e documentos concernentes a implantação desses serviços. Observou-se que estratégias de integração vêm sendo propostas pelo CAPS estudado, principalmente no que se refere à atenção básica, bem como que o acesso dos usuários é feito pelos diversos serviços, assim a regulação não se limita a uma porta de entrada única. Diante desta realidade, considera-se importante que novas estratégias sejam desenvolvidas no sentido de integrar a rede descentralizada dos serviços especializados com o objetivo de melhorar o fluxo dos usuários pelo sistema e definir melhor a missão de cada um dos serviços existentes na rede assistencial a saúde mental.
Description: p. 1-156
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/10411
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado Acadêmico (ISC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
222222222222222.pdf980.09 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA