DSpace

RI UFBA >
Instituto de Saúde Coletiva - ISC >
Dissertações de Mestrado Profissional (ISC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/10326

Title: Morbidade hospitalar por causas relacionadas à Influenza em idosos no Brasil, 1992 a 2006: situação atual, tendências e impacto da vacinação
Authors: Daufenbach, Luciane Zappelini
???metadata.dc.contributor.advisor???: Carmo, Eduardo Hage
Keywords: Influenza;Morbidade hospitalar;Sazonalidade;Idoso;Epidemiologia;Vacina contra influenza;Influenza;Hospitalizations;Seasonality;Elderly;Epidemiology;Influenza vaccine;Saude publica
Issue Date: 2008
Publisher: Programa de pós-graduação em saúde coletiva
Abstract: Objetivos. Descrever a magnitude, a distribuição e a sazonalidade da morbidade hospitalar por causas relacionadas à influenza na população com 60 anos de idade e mais, segundo subgrupo etário, sexo e região de residência no Brasil, no período de 1992 a 2006. Métodos. Estudo observacional, ecológico, descritivo, misto, combinando a descrição das séries temporais de interesse, segundo múltiplos grupos, com uso de dados secundários, oriundos do Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde do Brasil. Para a morbidade hospitalar por causas relacionadas à influenza, em população com 60 anos de idade e mais, foram consideradas as seguintes causas: influenza, pneumonia, bronquite crônica e não especificada e de obstrução crônica de vias respiratórias não classificadas em outra parte. Foram determinados os coeficientes de morbidade hospitalar por causas específicas, segundo três subgrupos etários: 60 a 69 anos, 70 a 79 anos e 80 anos e mais, sexo e região brasileira de residência no período de 1992 a 2006. Resultados. As causas de morbidade hospitalar relacionadas à influenza provocaram, no Brasil, 4.361.370 hospitalizações na população com 60 anos de idade e mais no período de 1992 a 2006, com um coeficiente anual médio de morbidade hospitalar de 22,0 por mil idosos. Os coeficientes foram semelhantes entre os sexos, mas crescentes com o aumento da faixa etária, sendo 4,2 vezes maior entre idosos mais velhos (80 anos e mais), quando comparado aos idosos mais jovens (60 a 69 anos). As regiões Sul, Centro-Oeste e Sudeste apresentaram coeficientes de morbidade hospitalar mais elevados, seguidas das regiões Norte e Nordeste. No Brasil, a maior magnitude identificada dos coeficientes de hospitalização foi observada nas quinzenas 9 a 19, representando os meses de maio a agosto de cada ano. Semelhante ao país, as 14 regiões Sul, Centro-Oeste e Sudeste também apresentaram maior concentração nessas quinzenas, com o pico máximo de coeficiente de hospitalização na quinzena 14, com 34,4, 23,3 e 14,8 hospitalizações para cada mil idosos, respectivamente. Já as regiões Norte e Nordeste têm maiores coeficientes de hospitalização em período anterior ao restante do país, concentrados nas quinzenas 5 a 15, com picos nas quinzenas 6 (12,4/1.000 idosos) na região Norte e 10 (12,7/1.000 idosos) na região Nordeste. Ao comparar o coeficiente médio de morbidade hospitalar por causas relacionadas à influenza dos períodos anterior (1992 a 1998) e posterior (1999 a 2006) ao início da campanha de vacinação contra influenza, percebeu-se uma redução importante do coeficiente no Brasil, nesse último período, sobretudo nas regiões Sul, Centro-Oeste e Sudeste. Conclusão. A configuração de perfis epidemiológicos diferenciados da doença, caracterizados pelos coeficientes de morbidade hospitalar, entre as regiões brasileiras, pode ter sido influenciada pela densidade demográfica, composição etária da população e pelas condições climáticas. A diminuição dos coeficientes após o ano 1999 no Brasil e em algumas regiões pode estar relacionada às campanhas de vacinação contra influenza. Estudos apropriados para estabelecer tendências da morbidade hospitalar e para determinar relações causais entre essas tendências e vacinação são necessários
Description: p. 1-112
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/10326
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado Profissional (ISC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
888888.pdf658.38 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA