DSpace

RI UFBA >
Escola de Enfermagem >
Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPGENF) >
Dissertações de Mestrado (PPGENF) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/10112

Title: Representações sociais de idosos sobre o ato de ser cuidado em instituição asilar.
Authors: Souza, Deusélia Moreira de
???metadata.dc.contributor.advisor???: Rosa, Darci de Oliveira Santa
Keywords: Saúde do idoso;Cuidado;Asilo;Enfermagem;Representações Sociais;Análise do discurso
Issue Date: 26-Apr-2013
Abstract: O Brasil tem vivenciado a demanda por Instituições de Longa Permanência para Idosos – ILPI –, apesar de a Política Nacional do Idoso apontar como melhor local para cuidar do idoso a residência da família. As ILPS se constituem alternativas de cuidados para idosos fragilizados, sem possibilidades de convivência familiar. Este estudo tem como objetivo: conhecer as representações sociais dos idosos sobre o ato de ser cuidado em asilo. Trata-se de pesquisa exploratória descritiva com abordagem qualitativa, aprovada pelo CEPEE/UFBA, respeitada a Resolução 196/96 e teve como referenciais teóricos o Cuidado e a Teoria das Representações Sociais. O local de investigação foi um asilo filantrópico localizado no interior da Bahia. Os informantes, quinze idosos residentes na instituição há mais de seis meses, que concordaram em participar do estudo. A coleta de informações foi efetuada através da entrevista narrativa, no período de maio a julho de 2008. As informações foram processadas através da Análise do Discurso do Sujeito Coletivo proposto por Lefèvre. Nos dados sociodemográficos, predominou baixa escolaridade, aposentados, solteiros com idade entre 70 e 80 anos, o sexo masculino. O discurso do sujeito coletivo foi sintetizado segundo os temas: como eu entendo cuidado; como eu entendo o cuidado de saúde; o cuidado que recebo no asilo é; o cuidado de saúde que espero receber no asilo deve ser. Do senso comum dos idosos emergiram os seguintes significados sobre cuidado: alimentação, remédio, proteção, segurança, ser zelado, ser tratado com respeito e dignidade, ter tratamento médico e cuidados de enfermagem. Foram quatro categorias e dezesseis subcategorias que atenderam ao objetivo proposto. Na primeira categoria, os idosos representam o cuidado no asilo como atendimento às necessidades higiênicas, alimentares, de lazer, espirituais, de ser independente, de proteção e segurança. Muitos desses significados foram mencionados e valorizados por eles de forma consistente, denotando serem fundamentais para o cuidado no atendimento às necessidades de todos os idosos que residem no asilo. Na segunda categoria as representações acerca dos aspectos de saúde foram: a garantia de ter remédio, médico quando precisar, cuidados de enfermagem e quem acompanhe as consultas e hospitalização, demonstrando que na maioria dos casos a família e o idoso buscam a institucionalização como forma de ter essa garantia, ancorados no fato de que nessa fase da vida as doenças são mais presentes e múltiplas. Na terceira categoria os idosos representam o cuidado como zelo, ancorado em um conjunto de símbolos, valores e significados relacionados à dimensão de cuidar e ser cuidado, representado por: cuidar bem, tratar, cuidar de si, ajudar o outro, zelar, ser acolhido, ter carinho, paciência, amor, estar no céu. Na quarta categoria o idoso representa o cuidado como direito de cidadão ancorado na segurança de que não será abandonado, no tratamento respeitoso e digno. Conclui-se que, em qualquer circunstância de sua vida, para os idosos as representações sociais de cuidar e o ato de ser cuidado em um asilo depende da história de vida de cada um, da família e do acolhimento recebido ao chegar à instituição diante das necessidades do existir do idoso.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/10112
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGENF)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação_Enf_Deusélia Souza.pdf5.17 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA